ARTIGOS

Você está em - Home - Artigos - Os efeitos de fatores analíticos sobre segundo estimativas de risco trimestre.

Os efeitos de fatores analíticos sobre segundo estimativas de risco trimestre.

OBJETIVO:
Teste triplo com medida soro materno alfa-fetoproteína, gonadotrofina coriônica humana, e combinação de estriol não conjugado como um procedimento de rotina para síndrome de Down fetal, a trissomia 18 e triagem de defeitos do tubo neural tem alguns problemas intrínsecos, como a precisão. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da variação analítica do teste triplo na estimativa de risco pré-natal.
MÉTODO:
Cinco diferentes pools de soro foram preparadas e triplo teste foi realizado sete vezes para dentro de corrida e cinco vezes por entre a determinação precisão de execução.
RESULTADO:
Intra-ensaio e entre ensaios, os valores de precisão de estimativas de risco, através da medição da mesma amostra para teste triplo foram calculados como sendo 7,9-21,4% e 14,1-31,0% para a trissomia 21, 13,2-23,7% e 14,2-15,1% para a trissomia 18, 47,2 e 42,0% para o defeito do tubo neural, respectivamente.
CONCLUSÃO:
Estes resultados demonstraram que as variações analíticas têm grande impacto na segundo trimestre procedimentos de estimação de risco e, portanto, análises triplo teste deve ser realizado em laboratórios usando rigorosos programas de controle de qualidade interno e externo. Além disso, os resultados do teste triplo devem sempre ser interpretados por considerar variações analíticos e biológicos.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=).+%22The+effects+of+analytical+factors+on+second+trimester+risk+estimations.%22

VEJA TAMBÉM:



Texto Original

OBJECTIVE:
Triple test with measured maternal serum alpha-fetoprotein, human chorionic gonadotropin, and unconjugated estriol combination as a routine procedure for fetal Down's syndrome, trisomy 18 and neural tube defect screening has some intrinsic problems, such as precision. The aim of this study was to evaluate the effect of analytical variation of triple test on prenatal risk estimation.
METHOD:
Five different serum pools were prepared and triple test was performed seven times for within run and five times for between run precision determination.
RESULT:
Within run and between run, precision values of risk estimations by measuring the same sample for Triple test were calculated to be 7.9-21.4% and 14.1-31.0% for trisomy 21, 13.2-23.7% and 14.2-15.1% for trisomy 18, 47.2 and 42.0 % for neural tube defect, respectively.
CONCLUSION:
These results demonstrated that analytical variations have great impact on second trimester risk estimation procedures; therefore, triple test analyses should be carried out in laboratories using strict internal and external quality control programs. Moreover, triple test results should always be interpreted by considering analytical and biological variations.

VEJA TAMBÉM: