ARTIGOS

Você está em - Home - Artigos - Será que uma "fuga gêmeo" afetar no primeiro trimestre de bioquímica na avaliação de risco de síndrome de Down?

Será que uma "fuga gêmeo" afetar no primeiro trimestre de bioquímica na avaliação de risco de síndrome de Down?

O objetivo deste estudo foi avaliar o impacto da redução espontânea na gravidez multifetal em no primeiro trimestre bioquímica do soro materno.
Foram avaliados no primeiro trimestre de gravidez associado às proteínas plasmáticas (PAPP-A) e livres de beta-humanos os níveis de gonadotrofina coriônica em gestações únicas euplóides. Valores bioquímicos em gestações com evidências de redução espontânea foram comparados a outras gestações únicas. Mann-Whitney U, teste t de Student, teste exato de Fisher, e análise de regressão logística foram usados ​​para comparação estatística.
Havia 41 casos (0,9%) de redução espontânea. Apesar de redução espontânea não foi associada com níveis diferentes de qualquer analito, a redução no prazo de 4 semanas, foi associada com maiores níveis de tanto PAPP-A (1,79 vs 1,18, P = 0,002) e livre beta-hCG (1,28 vs 0,96; P =. 03) em comparação com outras gravidezes. Redução espontânea foi associada com uma maior freqüência de PAPP-A> 95% ile (17,1 vs 4,7%, P = 0,003) e livre beta-hCG> 95% ile (17,1% vs 5,0%, P = 0,004). A regressão logística identificou associações independentes entre a redução espontânea e tanto de alta PAPP-A e de alta livre beta-hCG.
Redução espontânea recente está associado a maiores valores de PAPP-A e beta-hCG livre. Estas diferenças têm o potencial de afetar a avaliação de risco para aneuploidia fetal.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16626615

VEJA TAMBÉM:



Texto Original

he purpose of this study was to evaluate the impact of spontaneous reduction in multifetal pregnancy on first-trimester maternal serum biochemistry.
We evaluated first-trimester pregnancy associated plasma protein-A (PAPP-A) and free beta-human chorionic gonadotropin levels in singleton euploid pregnancies. Biochemical values in pregnancies with evidence of spontaneous reduction were compared to other singleton pregnancies. Mann-Whitney U, Student t test, Fisher exact test, and logistic regression analysis were used for statistical comparison.
There were 41 cases (0.9%) of spontaneous reduction. Though spontaneous reduction was not associated with different levels of either analyte, reduction within 4 weeks was associated with higher levels of both PAPP-A (1.79 vs 1.18; P = .002) and free beta-hCG (1.28 vs 0.96; P = .03) compared with other pregnancies. Spontaneous reduction was associated with a higher frequency of PAPP-A >95th %ile (17.1 vs 4.7%; P = .003) and free beta-hCG >95th %ile (17.1% vs 5.0%; P = .004). Logistic regression identified independent associations between spontaneous reduction and both high PAPP-A and high free beta-hCG.
Recent spontaneous reduction is associated with higher values of PAPP-A and free beta-hCG. These differences have the potential to affect risk assessment for fetal aneuploidy.

VEJA TAMBÉM: