ARTIGOS

Você está em - Home - Artigos - Voltando a pirâmide de pré-natal.

Voltando a pirâmide de pré-natal.

A abordagem atual para o pré-natal, que envolve visitas a 16, 24, 28, 30, 32, 34 e 36 semanas, e depois semanalmente até o parto, foi criada há 80 anos. A alta concentração de visitas no terceiro trimestre implica, em primeiro lugar, que a maioria das complicações ocorrem nesta fase final da gravidez e, por outro, que os resultados mais adversos são imprevisíveis durante o primeiro trimestre ou até mesmo segundo. Esta revisão apresenta evidências de que muitas complicações da gravidez agora pode ser previsto em uma visita ao hospital integrado de primeira nas semanas 11-13, combinando dados de características maternas e história, com resultados de testes biofísicos e bioquímicos. Por conseguinte, propõe que a pirâmide tradicional de cuidado deve ser invertido com a ênfase principal colocada na primeira vez de terceiro trimestre da gravidez.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21389681

VEJA TAMBÉM:



Texto Original

The current approach to prenatal care, which involves visits at 16, 24, 28, 30, 32, 34 and 36 weeks and then weekly until delivery, was established 80 years ago.The high concentration of visits in the third trimester implies, firstly, that most complications occur at this late stage of pregnancy and, secondly, that most adverse outcomes are unpredictable during the first or even second trimester.This review presents evidence that many pregnancy complications can now be predicted at an integrated first hospital visit at 11-13 weeks by combining data from maternal characteristics and history with findings of biophysical and biochemical tests.It is therefore proposed that the traditional pyramid of care should be inverted with the main emphasis placed in the first rather than third trimester of pregnancy.

VEJA TAMBÉM: