ARTIGOS

Você está em - Home - Artigos - Conhecimento de triagem pré-natal e tratamento psicossocial de decisões de teste.

Conhecimento de triagem pré-natal e tratamento psicossocial de decisões de teste.

Para estudar as associações entre o conhecimento de gestantes de triagem pré-natal e do conflito de decisão para decidir se a participar no primeiro trimestre de triagem para síndrome de Down em um ambiente de consentimento informado requerido, e estudar as associações entre o conhecimento eo bem-estar pessoal e preocupações na gravidez.
Um estudo de base populacional transversal com 6427 mulheres grávidas incluídos consecutivamente antes que o tempo de uma varredura da translucência nucal. Os participantes foram recrutados em três departamentos dinamarqueses obstétricas que oferecem triagem pré-natal gratuito. Os resultados apresentados são baseados em 4111 mulheres grávidas (64%). O conhecimento foi medido utilizando 15 perguntas. Os desfechos primários foram medidos através de pré-existentes escalas validadas, ou seja, a Escala de Conflitos Decisional, a OMS Índice de Bem-Estar e da Escala Worry Cambridge. As associações foram analisados ​​por análises de regressão logística multivariada e linear.
Um maior nível de conhecimento foi associado com menos conflitos de decisão quando se decide se a participar no primeiro trimestre de Down síndrome de triagem (odds ratio ajustada 1,31 (95% CI, 1,26-1,37)). Um aumento do nível de conhecimento também foi associada com maiores níveis de bem-estar (coeficiente linear ajustada de 0,51 (95% CI, 0,26-0,75), P <0,001). Conhecimento não se associou com as preocupações, seja em geral ou especificamente sobre algo estar errado com o bebê.
Os resultados deste estudo indicam a importância de assegurar um elevado nível de conhecimento para as mulheres grávidas a fazer escolhas sobre a participação na triagem pré-natal para síndrome de Down, a fim de melhorar a gestão psicológica das decisões de teste.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20954167

VEJA TAMBÉM:



Texto Original

To study associations between pregnant women's knowledge of prenatal screening and decisional conflict in deciding whether to participate in first-trimester screening for Down syndrome in a setting of required informed consent, and to study associations between knowledge and personal wellbeing, and worries in pregnancy.
A population-based cross-sectional study with 6427 pregnant women consecutively included before the time of a nuchal translucency scan.Participants were recruited from three Danish Associations were analyzed by multivariate logistic and linear regression analyses.obstetric departments offering prenatal screening free of charge.The results presented are based on 4111 pregnant women (64%).Knowledge was measured using 15 questionsThe primary outcomes were measured using pre-existing validated scales, ie The Decisional Conflict Scale, the WHO Well-Being Index and the Cambridge Worry Scale.
A higher level of knowledge was associated with less decisional conflict when deciding whether to participate in first-trimester Down syndrome screening (adjusted odds ratio 1.31 (95% CI, 1.26-1.37)).An increased level of knowledge was also associated with higher levels of wellbeing (adjusted linear coefficient 0.51 (95% CI, 0.26-0.75), P < 0.001).Knowledge was not associated with worries, either in general or specifically about something being wrong with the baby.
The results of this study indicate the importance of ensuring a high level of knowledge for pregnant women making choices about participation in prenatal screening for Down syndrome in order to improve the psychological management of test decisions.

VEJA TAMBÉM: